quarta-feira, 4 de julho de 2018

Sesap e controle social revisam metas do Plano Estadual de Saúde



O secretário estadual da Saúde, Pedro Cavalcanti, coordenadores da Sesap e Ministério Público Estadual (MPE/RN) estiveram reunidos na manhã desta quarta-feira (04), no edifício sede da Sesap, com o Conselho Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte (CES/RN), que realizou sua 258ª reunião ordinária.

Na pauta a revisão das metas do Plano Estadual de Saúde (2016-2019) e Programação de Saúde 2018. As metas para o período foram analisadas e reprogramadas de acordo com as possibilidades de cumprimento. Entre os principais pontos discutidos estão a cobertura vacinal, o sistema de regulação de leitos e a diminuição do número de óbitos causados pela dengue, entre outros.

Serão abordadas ainda as propostas de Macrorregiões de Saúde no estado, o relatório de atividades desenvolvidas pelo Programa IST/Aids no RN, apresentação do Plano de Ação da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora (CISTT) e continuação do debate em torno da Política Nacional da Atenção Básica (PNAB).

Sesap divulga resultado final do concurso público


Foi publicado, na edição desta quarta-feira (4) do Diário Oficial do Estado (DOE), o resultado final e homologação do concurso público para provimento de cargos vagos  do quadro de pessoal permanente da Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (SESAP), regido pelo Edital nº 001/2018 – SEARH/SESAP/RN.

“Com a homologação do resultado nós não temos mais impeditivos para as convocações e nomeações em qualquer período, dentro da validade do concurso. A Sesap já encaminhou ofício à Secretaria Estadual da Administração e Recursos Humanos (SEARH) solicitando a nomeação dos 404 candidatos de vagas diretas. Com esse encaminhamento, as convocações já podem ser iniciadas a qualquer momento”, explicou Jorge Castro, subsecretário de planejamento e gestão da Sesap.


domingo, 1 de julho de 2018

Pau dos Ferros-RN: VI Ursap divulgou Escala de Plantão das Farmácias do município


Como faz, religiosamente todos os meses, a VI Unidade Regional de Saúde Pública (VI URSAP), sediada em Pau dos Ferros, divulgou a Escala das Farmácias de Plantão, localizadas no município, referente a julho. Além dos nomes dos estabelecimentos, constam, também, os números dos telefones fixos.

Neste domingo, dia 1º, a plantonista é a Farmácia Confiança. Amanhã, 02, data em que o Brasil enfrenta o México pelas Oitavos da Copa do Mundo, é a vez da Cruz Vermelha I. Já na terça, 03, será a Farmácia Padre Carlos.

E segue a lista até o dia 31, encerrando com a Farmácia São Benedito.



quarta-feira, 20 de junho de 2018

Servidores da VI Ursap celebraram festa junina hoje


Os servidores da VI Unidade Regional de Saúde Pública, com sede em Pau dos Ferros, reuniram-se nesta quarta-feira, 20, para celebrar a sua festa de São João e São Pedro.

Num ambiente decorado com motivos juninos, os funcionários degustaram comidas típicas regionais; que fazem parte do recheado cardápio nordestino.

Um forrozinho danado de bom, em som ambiente, animou a brincadeira.

Esta celebração não é um fato isolado na VI Ursap. Os servidores também se reúnem, todos os anos, para festejar outras datas comemorativas emblemáticas do nosso calendário.


























terça-feira, 19 de junho de 2018

Sesap/RN: Dia Mundial de conscientização sobre a doença falciforme é lembrado com palestra



Nesta terça-feira, 19, Dia Mundial de conscientização sobre a doença falciforme, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) reuniu membros da Associação de Pessoas Portadoras de Anemia Falciforme do RN (APPAF-RN) para um momento de discussão e troca de experiências em torno do tema.

A ação faz parte do projeto Diálogos Interativos da Subcoordenadoria de Informação, Educação e Comunicação (SIEC) que nesta edição trouxe o tema “Doença falciforme – construindo a linha de cuidados”.

O médico Gustavo Oliveira, da Divisão de Hematologia do Hemonorte, explicou os aspectos clínicos da doença e tirou algumas dúvidas dos pacientes presentes. “A doença falciforme é a doença genética mais comum no Brasil, pela sua frequência e morbidade. O teste do pezinho é fundamental no diagnóstico precoce”, disse.

A anemia falciforme é uma doença hereditária, sua principal característica é a alteração do glóbulo vermelho do sangue (hemácias). Essas células alteradas tomam a forma de foice e não circulam facilmente pelos vasos sanguíneos, esse bloqueio na circulação impede a chegada do oxigênio aos tecidos, o que desencadeia uma série de sintomas: anemia crônica (causada pela rápida destruição dos glóbulos vermelhos), icterícia (cor amarelada na pele e mais visivelmente no “branco dos olhos”), inchaço muito doloroso na região dos punhos e tornozelos e crises dolorosas, principalmente em ossos, músculos e articulações.

O Hemonorte, centro de referência em hematologia e hemoterapia no Estado do RN, disponibiliza atendimento aos portadores da doença. Atualmente cerca de 350 pacientes são atendidos na unidade. Dados do Ministério da Saúde mostram que no Brasil nascem por ano em torno de 3.500 crianças com anemia falciforme.

Como encaminhamento do encontro, a equipe da Siec irá viabilizar uma reunião com diversos órgãos a fim de apresentar algumas reivindicações dos pacientes como qualificação de profissionais, abastecimento de medicamentos e acesso a exames.


sexta-feira, 15 de junho de 2018

Sesap e Unicef vão realizar capacitação para estimular crianças com microcefalia


A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vai capacitar, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), profissionais de saúde para adotarem a metodologia do Projeto Redes de Inclusão no ambiente escolar e domiciliar em crianças com microcefalia e outras síndromes congênitas.

O Projeto Redes de Inclusão é uma iniciativa do Unicef, ao lado de vários parceiros, com a finalidade de apoiar as gestões municipais na qualificação da atenção às famílias e aos cuidadores de crianças com síndrome congênita associada a infecção pelo vírus Zika (microcefalia) e outras síndromes causadas por sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus e herpes vírus (STORCH).

A capacitação vai acontecer nos dias 19 e 20 de junho, no Centro Especializado em Reabilitação de Macaíba/RN, coordenado pela área técnica da saúde da criança da Sesap, com apoio da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência.
A consultora do Unicef, Lourdes Magalhães, explica que o objetivo é manter, através das secretarias de saúde, o acompanhamento das crianças e dar apoio técnico aos municípios para a estimulação de crianças com alterações no desenvolvimento. “A metodologia foi criada em Pernambuco e na Paraíba, e agora está sendo disseminada para estados que tiveram casos de crianças acometidas pelo Zyka vírus”.

“Será uma oficina e o público-alvo são profissionais da Atenção Básica à saúde, educação infantil e assistência social, que serão multiplicadores. Os técnicos do CER III de Macaíba e da Sesap irão orientar os demais participantes, inclusive as mães, a construir kits de estimulação precoce, com objetos fabricados com materiais de baixo custo e de fácil aquisição, e esses multiplicadores serão responsáveis por disseminar essa metodologia para que as crianças que estarão nas creches e assistidas na Atenção Básica possam ser estimuladas”, explica a coordenadora da área técnica da Saúde da Criança, Célia Melo.


quinta-feira, 14 de junho de 2018

Campanha de Vacinação contra Influenza segue até sexta-feira, dia 22; RN ocupa a 6ª posição no Nordeste


A campanha de vacinação contra Influenza, iniciada em 23 de abril, foi prorrogada até 22 de junho em todos os postos de vacinação do Rio Grande do Norte. Até o momento, o estado aplicou 776.762 mil doses, o que corresponde a uma cobertura vacinal de 84,5% do público alvo. O estado se encontra em 6º lugar no Nordeste e 13º do país em números de cobertura vacinal.

Devem se vacinar, até o próximo dia 22, uma sexta-feira, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), indivíduos a partir dos 60 anos, trabalhadores da saúde, professores de escolas públicas e privadas, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Segundo a coordenadora estadual de imunização Katiucia Roseli, entre os grupos prioritários, aqueles que precisam de uma atenção especial nessa reta final da campanha são os de crianças, gestantes e idosos, pois ainda não atingiram a meta. Os demais grupos já alcançaram a meta mínima dos 90%.

“Orientamos a toda população inserida nos grupos prioritários e que ainda não se vacinou a procurar a unidade básica de saúde mais próxima de sua residência. Em especial as crianças, idosos, gestantes e pessoas com comorbidades, por se enquadrarem em grupos com grande suscetibilidade às complicações causadas pela influenza”, a coordenadora.