segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Centro de Reabilitação discute fluxo para pacientes com microcefalia



Na tarde da última quinta-feira, 29 de agosto, a equipe do Centro de Reabilitação Infantil e Adulto (CRI/CRA), em Natal, promoveu um encontro com mães de crianças acometidas pela microcefalia.

O evento contou com a participação de profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) Nazaré/Distrito Oeste de Natal, residentes de Serviço Social, Psicologia e Fisioterapia da UFRN e ainda com os diretores Italo Targino, Marcondi Oliveira e a chefe do Ambulatório, Suily Alencar. 

Utilizando a roda de conversa como metodologia de discussão, foram apresentadas as necessidades dos pacientes e também discutidas as formas de acesso ao CRI/CRA e sua oferta de serviços.

Para o Diretor Geral, Italo Targino, "o momento aproxima a população do serviço com fins de discutir e efetivar políticas assistenciais de forma qualificada, regionalizada e integrada".

O Centro de Reabilitação Infantil e Adulto é referência estadual no diagnóstico e tratamento de crianças com microcefalia.

Sesap discute parceria com UFRN para informatização de serviços


Com o objetivo de buscar soluções na área de tecnologia da informação para utilizar nos serviços de saúde, o secretário da pasta, Cipriano Maia, esteve reunido, nesta segunda-feira (2), com o professor da Universidade Federal do RN, Edvaldo Vasconcelos Filho e equipe da Subcoordenadoria de Informação e Informática (Suinin) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Edvaldo Vasconcelos é ligado ao Instituto Metrópole Digital (IMD) onde participa do desenvolvimento de uma plataforma computacional de dados clínicos para otimização dos fluxos de trabalhos e integração de informações médicas nas clínicas de saúde da UFRN, chamado SigSaúde. O projeto contempla a informatização desde o agendamento até o atendimento especializado de cada paciente.

De acordo com Cipriano Maia, a Sesap espera com a parceria atender a demanda imediata da gestão hospitalar e prontuário eletrônico, para que funcionem de forma integrada com o sistema de regulação estadual. A ideia é acompanhar com mais celeridade e segurança dados como indicadores de funcionamento, quantidade de pacientes atendidos por mês, serviços com maior demanda, materiais mais utilizados, entre outros.

“Durante o encontro de secretários de saúde do Consórcio Nordeste, no final do mês de agosto, foi discutida a pauta da informatização dos serviços. A expectativa é que seja criada uma comunidade de compartilhamento de projetos, softwares, soluções e aplicativos em parceria com as universidades de cada região. Para este mês de setembro haverá uma nova reunião onde cada estado irá apresentar suas propostas para discussão de custos e viabilidade”, disse. O secretário convidou a UFRN a participar deste processo, mostrando suas propostas de trabalho.

“Temos interesse nesta parceria e vamos discutir com a equipe de informática da Sesap, identificar as necessidades mais urgentes para desenvolvermos projetos que equacionem os problemas”, afirmou Edvaldo Vasconcelos.

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Sesap/RN integra projeto do Conass e OPAS para fortalecimento da gestão do trabalho



Nesta quinta (22) e sexta-feira (23) a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) recebe a visita de representantes do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) para apresentação do projeto de fortalecimento da capacidade técnica para utilização de informações na área da gestão do trabalho.

A parceria institucional entre Conass e Opas permitirá analisar o trabalho desenvolvido na gestão de pessoal da Sesap, com base nos sistemas informatizados de folha de pagamento, traçando um mapeamento fiel com medidas e indicadores do impacto destas despesas.

A representante da OPAS, Mônica Padilha, explicou que o Rio Grande do Norte foi um dos estados escolhidos atendendo a critérios, como tamanho territorial e populacional, utilização de sistemas informatizados, grupo de trabalho e disponibilização de base de dados. O projeto tem prazo de conclusão para fevereiro de 2020.

Participaram da reunião na manhã desta quinta-feira (22) representantes da Coordenação de Recursos Humanos (CRH), Planejamento (CPCS), Assistência Farmacêutica (Unicat), Subcoordenadoria de Capacitação (Suca) e Formação de Pessoal (Cefope) da Sesap, além da Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan).

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Pau dos Ferros-RN: Faleceu nesta quarta-feira, 21, em Mossoró, ‘Zé da 36’, pai da administradora da VI Ursap, Maysa Pontes


Faleceu nesta quarta-feira, 21 de agosto, no Hospital Wilson Rosado, em Mossoró, o Sr José Feitosa da Rocha, 84 anos. Ele estava internado, há alguns dias, naquela unidade de saúde, acometido de um AVC hemorrágico.
‘Zé da 36’, como era popularmente conhecido, era casado com a ex-vereadora de Pau dos Ferros, ‘Socorro da 36’, de cujo enlace matrimonial descenderam cinco filhos, dentre estes a administradora da VI Ursap, Maysa Pontes.
O velório aconteceu na sua residência, no bairro Princesinha do Oeste, em Pau dos Ferros. Já o sepultamento foi às 16h30min no cemitério público São Manoel desta cidade.
Estendemos votos de pesar à família enlutada!



Durante entrevista, Secretário de Saúde do RN, Cipriano Maia, falou sobre prioridade de investimentos na área



Durante entrevista concedida ao Jornal da Tropical, 1ª edição, nesta quarta-feira (21), o secretário de estado da Saúde Pública, Cipriano Maia, falou sobre as áreas prioritárias da Saúde no RN a receberem investimentos, a partir da liberação, formalizada na última sexta-feira (16), de R$ 65 milhões, por parte do Ministério da Saúde.

Cipriano informou que os recursos, os quais serão liberados gradativamente ao longo deste ano, serão destinados à regularização de contratos que se encontram sem cobertura financeira, à expansão e melhoria dos serviços de saúde nos locais de situação mais crítica, e à ampliação das cirurgias eletivas.

Para o incremento das cirurgias eletivas no estado, o secretário destacou os investimentos no Hospital Varela Santiago e Hospital da Polícia, onde também será possível a realização de cirurgias de retaguarda para a Rede de Urgência e Emergência.

Além disso, o secretário ressaltou a importância da regionalização da Saúde, foco da atual gestão. Nesse sentido, enfatizou o papel dos consórcios interfederativos como instrumento para dar suporte à gestão dos serviços na região. “Por meio dos consórcios, o estado e municípios agregam os recursos, gerenciados dentro da autarquia interfederativa, o que possibilita a racionalização do uso desses recursos, a melhoria da gestão dos serviços ofertados e o aumento de sua qualidade e resolutividade, considerando, nesse processo, as demandas específicas de cada região”, explicou.

Outro tema abordado na entrevista foi a assistência obstétrica. Cipriano destacou os resultados positivos possibilitados pela implantação da Central de Acesso à Rede de Atenção à Saúde com foco na obstetrícia. A partir dessa Central tornou-se possível um melhor direcionamento das pacientes de baixo, médio e alto risco às unidades corretas, o que impacta diretamente na assistência ao parto de forma segura e, consequentemente, na diminuição dos índices de mortalidade materna. Hoje a regulação está instituída na Central de Regulação do SAMU/RN, com profissionais específicos para esse tipo de regulação.

“Esse é um exemplo do quanto a regulação é importante para facilitar o acesso dos usuários. Queremos incrementar a regulação em todas as áreas da Saúde, como no que diz respeito aos leitos de UTI, às cirurgias eletivas e ao acesso às portas de urgência. A regulação é uma ação prevista no SUS há muitos anos, mas ainda enfrentava sérias dificuldades no RN, mas já obtivemos muitos avanços no processo regulatório do estado, como é o caso da assistência obstétrica”, afirmou Cipriano.

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Presidente do Cosems-RN, Maria Eliza, comemora liberação de R$ 84,6 milhões para ampliação da assistência à saúde no RN



A presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Norte (Cosems-RN), Maria Eliza Garcia, esteve presente nesta sexta-feira (16), no Centro Administrativo do Estado do Rio Grande do Norte, durante evento que contou com a participação do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, onde houve a assinatura de portarias que direcionam a quantia de R$ 84,6 milhões para reforçar a atenção Primária e Hospitalar em 51 municípios potiguares.

Os recursos em questão serão utilizados para compra de equipamentos, obras de construção, reforma e ampliação de unidades de saúde, além de reforçar o custeio dos serviços de urgência e emergência e, desta forma, ampliar a capacidade de atendimento à população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado.

“Hoje tivemos um momento importante, onde o ministro da saúde veio com um aporte de mais de R$ 84 milhões para o nosso SUS de nosso RN. Nós sabemos das dificuldades que estamos passando e essas dificuldades são refletidas com maior força nos municípios, porque é lá onde estão as pessoas. Esse aporte com certeza vem ajudar e amenizar um pouco o sofrimento dos municípios norte-rio-grandenses”, frisou Maria Eliza.

A presidente do Cosems-RN também vibrou com o comprometimento da governadora Fátima Bezerra – que foi anfitriã da solenidade – em relação ao programa de cirurgias eletivas após a chegada desse aporte de recursos enviados pelo Governo Federal. “O Cosems está feliz porque nós e os prefeitos municipais teremos a ciência de que estes recursos chegarão aos nossos munícipes, e de que teremos um alento sobre a questão das cirurgias eletivas e o custeio dos hospitais regionais”

Ministro da Saúde libera R$ 84,6 milhões para ampliar assistência à saúde do RN



A população do estado do Rio Grande do Norte vai contar com mais recursos federais para qualificar o cuidado em saúde. Nesta sexta-feira (16), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou R$ 84,6 milhões para reforçar a atenção Primária e Hospitalar em 51 municípios do estado. Os recursos serão usados para compra de equipamentos, obras de construção, reforma e ampliação de unidades de saúde, além de reforçar o custeio dos serviços de urgência e emergência e, desta forma, ampliar a capacidade de atendimento à população.

O ministro da Saúde destacou que os recursos devem ajudar a fortalecer o sistema de saúde do estado do Rio Grande do Norte e, ainda que, a aproximação dos entes federativos, principalmente na gestão do SUS, é fundamental para fortalecer os serviços e atendimento à população. “É preciso juntar, ao máximo, os entes federativos. E o presidente Jair Bolsonaro me pediu, pessoalmente, vá ao Nordeste, vá ao Rio Grande do Norte. Leve um abraço, leve os meus cumprimentos, leve uma mensagem: esse país precisa ser reconstruído em todas as políticas. A da saúde é uma delas, e talvez a que mais chegue perto do cidadão e a que mais apelo tenha no dia a dia das famílias”, disse Mandetta.

A governadora do estado do Rio Grande do Norte, Fátima Bezzera, agradeceu a atenção do Governo Federal ao Rio Grande do Norte e ressaltou a importância da parceria nos repasses financeiros para a manutenção e organização da saúde no estado. “Que bela conquista estamos tendo hoje. A liberação dos recursos ao Rio Grande do Norte sem dúvida nenhuma vai contribuir para amenizar a situação que encontramos no estado e melhorar a saúde, além de ajudar a reorganização dos serviços de saúde no estado, que é o nosso foco”, disse Fátima Bezerra.



Serão R$ 35 milhões por ano destinados à ampliação do custeio dos serviços de média e alta complexidade (Teto MAC) administrados pelo governo estadual. Esses recursos financiam, por exemplo, internações, cirurgias, exames complementares, entre outros procedimentos. Também para a Secretaria Estadual de Saúde serão repassados outros R$ 23 milhões, em três parcelas, como adicional para fortalecer a rede hospitalar. O Hospital Central da Polícia Militar Coronel Pedro Germano, administrado pela gestão estadual, receberá também um incremento de R$ 7,8 milhões por ano. A unidade hospitalar atende os pacientes do Sistema Único de Saúde na urgência e emergência durante 24h por dia.

A capital potiguar também será contemplada com recursos na ordem de R$ 4,8 milhões anuais, além de R$ 500 mil em parcela única para o Hospital Infantil Varela Santiago, que oferta atendimento oncológico exclusivo para crianças e que também receberá R$ 1,8 milhão por ano para reforçar o custeio na unidade. O hospital é responsável por 95% das cirurgias neurológicas de todo o estado. Para qualificar o atendimento ao cidadão, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) de Natal também receberá R$ 1,6 milhão por ano. Ainda na capital, a UPA 24hs Cidade Satélite receberá, a partir de agora, um adicional de R$ 1,5 milhão anuais para aperfeiçoar o cuidado em saúde.

O Ministério da Saúde também habilita 1 novo leito de UTI Adulto no Hospital da Solidariedade e a Casa de Saúde Santa Luzia, que estão sob a gestão da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC), em Mossoró, com investimento de R$ 139,8 mil, além de destinar R$ 840 mil para qualificação da Unidade de Pronto Atendimento Geraldo de Souza, em São José de Mipibu. O município de Touros também contará com mais uma Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar e de Apoio (EMAD/EMAP) com investimento federal de R$ 480 mil anuais destinados ao custeio desse serviço. Ao todo, são R$ 1,5 milhão para estes três municípios.

EMENDAS PARLAMENTARES PARA ASSISTÊNCIA À SAÚDE

Quarenta e nove municípios do estado também serão contemplados com a liberação de emendas parlamentares individuais obrigatórias que totalizam R$ 11,8 milhões. Esses recursos podem ser usados para incrementar o custeio dos serviços hospitalares, além de aparelhar unidades de saúde. Além disso, também serão beneficiadas obras de reforma, ampliação e construção de Unidades de Saúde da Família e de Academias da Saúde, atendendo as necessidades de saúde da população de cada região.